União dos Municípios do Pontal do Paranapanema

Unipontal promove palestra com foco em agricultores

Nakadawa acredita que tecnologia beneficiou o produtor rural

Unipontal promove palestra com foco em agricultores

por Arize Juliani-DA REPORTAGEM

O presidente da Unipontal acredita que a regularização fundiária e a pacificação da região permitiram receber inúmeros investimentos, pois existem culturas importantes, a exemplo do e algodão.

 

Em comemoração ao Dia do Agricultor, a Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema), que integra 32 municípios da região, promoveu, em parceria com o AgroSebrae e a Cati (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral), palestra para orientar, em uma concepção geral, os aspectos motivacionais relacionados ao trabalho do agricultor. De acordo com o presidente da entidade, Marco Antonio Pereira da Rocha, o agronegócio movimenta 60% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. Já no cenário regional, destaca que a região ainda possui possibilidade de fomentar áreas para o desenvolvimento da agricultura. O evento ocorreu ontem, no Anfiteatro Municipal de Regente Feijó.

“Os agricultores garantem sua importância na história, principalmente na economia do nosso país. O desempenho dos agricultores tem promovido desenvolvimento e alcança projeção mundial. O Pontal do Paranapanema, equiparado ao Estado de São Paulo, é uma região que tem grande disponibilidade de áreas de terra, tanto é que na nossa região tivemos a instalação do projeto sucroalcooleiro”, salienta Rocha.

O presidente da Unipontal acredita que a regularização fundiária e a pacificação da região permitiram receber inúmeros investimentos, pois existem culturas importantes, a exemplo do e algodão.

Hiroshi Nakadawa, que trabalha como agricultor há mais de 60 anos, avalia a evolução que houve na forma de se fazer agricultura. Para ele, a tecnologia beneficiou todas as culturas, principalmente no momento da colheita. “A tecnologia impulsiona a produtividade, pois comparando com o tempo que plantávamos manualmente, dobrou a quantidade de colheita. O país está evoluindo e, pelo jeito que caminha, o Brasil será celeiro do mundo, porque terra produtiva não falta e vejo que, futuramente, forneceremos alimento para o planeta todo”, afirma. “Temos uma terra arenosa que, geralmente, costuma ser mais fraca. Em contrapartida, existe a vantagem de corrigi-la, ocasionando a facilidade de penetração da raiz que será capaz de produzir diversas variedades”, explica.

 

Agricultura familiar

Programas de estímulo ao produtor agrícola fomentam o plantio e beneficia a comunidade com o fornecimento de alimentos orgânicos e sadios. Essa economia tem movimentado, principalmente, a região.  A agricultura familiar foi responsável pelo renascimento do setor e surge com considerável importância, pois aumentou a produção da atividade agrícola, principalmente nos municípios que integram a Unipontal.

Neste sentido, a Prefeitura de Presidente Prudente realizou parceria entre a Cati e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), que coloca o produtor rural em contato com grandes consumidores da área comercial. O intuito é que supermercados, restaurantes e mercearias adquiram o alimento diretamente dos fornecedores locais. Desta forma, elimina o trajeto de encaminhar os produtos até São Paulo para que, então, retornem para esses estabelecimentos.

De acordo com Aristeu Santos Penalva de Oliveira, secretário de Desenvolvimento Econômico de Presidente Prudente, os resultados foram expressivos e mais negócios foram fechados. Agora, os produtores, por meio das associações, fornecerão diretamente para esses empresários. “Esses grandes consumidores vão adquirir o alimento direto com o produtor rural e não mais de distribuidores. Estamos investindo neste segmento e realizaremos a Feira da Lua, totalmente voltada ao produtor rural e pequeno produtor”, observa.

Penalva informa, ainda, que diversas ações são desenvolvidas com o intuito de valorizar a atividade do produtor rural. Entre elas, está a patrulha agrícola e a melhoria nas estradas rurais, por meio do programa Melhor Caminho.

Fonte: http://www.imparcial.com.br/site/unipontal-promove-palestra-com-foco-em-agricultores